sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Falando sobre: Eric Martin

Música da vez: Mr. Big ~ Shine

*Aviso: Ele vai estar em tour no Brasil em Fevereiro* )o)

Tia Haru agora vai falar de alguém muito foda (no bom sentido da palavra) do mundo da música. Ele se chama Eric Martin, e ele já foi citado em dois posts meus no passado, da Akira Sudou e da Miho Fukuhara. Eric Martin é o vocalista da banda Mr. Big, e com a banda, possui duas animesongs. Shine (Ed de Hellsing) e Colorado Bulldog (Ed de Kamisama no Memochou)

Uma curiosidade. Ele cantou "Go go Power Rangers" para o filme.



Mas por que falar de um cantor americano, se as animesongs são da banda Mr. Big? É como eu disse, ele foi citado nos posts da Miho e da Akira. Mas se tem um astro japonês que marcou muito a carreira dele, seria Tak Matsumoto, da banda B'z. Tak decidiu montar uma banda de rock chamada Tak Matsumoto Grupo, ou TMG, com seus artistas favoritos, o que inclui Eric nos vocais, Jack Blades (Night Ranger / Damn Yankees) no baixo e Chris Frasier (Steve Vai / Edgar Winter / Eddie Money) na bateria, e, claro, Tak na guitarra. Eles passaram quatro meses escrevendo e gravando um álbum em Los Angeles, fizeram uma turnê promocional de 10 dias no Japão, rapidamente seguido por um álbum de platina e uma turnê de julho a setembro, terminando no famoso “15.000 lugares” do Japão , Budokan 6 a turnê japonesa para TMG teve a inclusão da canção "To Be With You" do Mr. Big no set list.

A banda Mr. Big começou em 1988 como um quarteto integrando Paul Gilbert (guitarra), Billy Sheehan (baixo), Eric Martin (vocal) e Pat Torpey (bateria). Todos os membros eram considerados, principalmente por colegas músicos e críticos, extremamente habilidosos e com um talento acima da média em seus respectivos instrumentos. Também experientes, Martin cantava desde os 10 anos e, mais tarde, fora líder da Eric Martin Band; Gilbert tocava desde os 9 e havia sido guitarrista da banda Racer X; Sheehan liderara o Talas, tocara na UFO e na banda solo do vocalista David Lee Roth; já Pat tocara com Robert Plant, John Parr e Belinda Carlisle. m 99, o guitarrista e amigo deles Richie Kotzen, se junta ao grupo, mas em 2002, devido a conflitos entre os integrantes, a banda se desfazeria com um show em Tóquio, já que o Japão foi o país onde a banda fez mais sucesso.

Em 2008, a Sony Japan chegou pra ele com um projeto em que ele faria covers em inglês de baladas japonesas cantadas por mulheres. Foi então que em 2008, saiu o Mr. Vocalist, contendo versões dele de 'I Believe' de Ayaka Hirahara e 'Yuki no Hana' de Mika Nakashima. Resultado: Topo da Oricon em diversas cidades nipônicas. Por causa disso, a Sony decidiu continuar com o projeto, só que dessa vez, fizeram algo que eu achei legal. Eles colocaram uma enquete com diversas músicas famosas de cantoras internacionais. 'Hero' de Mariah Carey e'My Heart Will Go On' de Celine Dion estão no álbum, chamado Mr. Vocalist 2. Resultado: Topo de novo. E com isso, vieram Mr. Vocalist 'X'mas (com covers de canções japonesas e internacionais de canções natalinas), Mr. Vocalist 3 (Com covers de Tayou no Uta, do Dorama de mesmo nome) e Mr. Rock Vocalist. Eric também participou dos tributos a Lar'c~en~Ciel e Siam Shade.

Falando sobre: Detective Conan

Músicas da vez: Koi wa Trill, Shock, Suspense ~ Rina Aiuchi, Everlasting Luv ~ Breaker's, Ichibyou ni goto ni Love for You ~ Kuraki Mai e Happy Birthday ~ Kyoko

Escolher essas 4 de toda a OST de Conan foi tenso, pois toda a OST é Perfect. Inclusive Happy Birthday, que foi composta e escrita pelo Suga Shikao (já falado aqui por mim).

Curiosidade: Gosho Aoyama (Criador) e Minami Takayama (Seiyuu de Conan/cantora do Two-mix) já foram casadaos.
Curisidade²: Pesonagens como Yaiba e Kaitou Kid(Post em breve), personagens de outras criações do autor, aparecem com frequência.




Detective Conan, conhecido como Case Closed nos Estados Unidos, é um mangá e anime japonês escrito e ilustrado por Gosho Aoyama e publicado na Weekly Shounen Sunday desde 1994, onde faz sucesso até hoje, totalizando mais de 79 volumes.

Desde 1997, tem sido lançado um filme de Detective Conan a cada Golden Week. Com exceção do primeiro filme, todos os outros foram colocados nas telas de cinema do Japão.Já existem até o momento 19 filmes de Detective Conan, incluindo o Cross-over com Lupin III, que foi a continuação de um especial de TV. Também possui 2 filmes Live-Action estrelando Shun Oguri como Kudo Shinichi, um dorama e diversos OVA's.

Apesar desse sucesso no Japão, no Brasil o título não é muito conhecido, já que o Brasil foi um dos poucos países no mundo onde a série não passou na televisão, tendo somente um DVD do primeiro filme lançado em 2008 pela empresa Flashstar, com vendas supostamente baixas, ao passo que nos Estados Unidos, Inglaterra e Canadá a série faz um tremendo sucesso, apesar de ter seu nome alterado para Case Closed (pelo motivo de existir Conan, The Barbarian). A Viz Media publica o mangá Case Closed nos Estados Unidos e no Canadá; a Victor Gollancz Ltd publica o mangá no Reino Unido utilizando a tradução da Viz Media. Tais versões alteram não somente o título da série, mas também nomes dos personagens, como por exemplo Jimmy ao invés de Shinichi, Rachel ao invés de Ran e Richard ao invés de Kogoro. Sim, é ridículo, na minha opinião.

Shinichi Kudo, é um estudante colegial que investigava por mero acaso, um ato suspeito após sair do parque de diversões. Tratava-se de 2 membros da Black Organization (Organização secreta de criminosos) realizando uma transação. Por azar, ele é descoberto e abatido, sendo feito de cobaia ao experimentar uma droga (de nome APTX 4869) que supostamente era para mata-lo sem deixar rastros. Por alguma causa desconhecida, em vez de morrer, seu corpo volta a ser como de 10 anos atrás, quando era uma criança de apenas sete anos.

Agora, o prodígio detetive tem que esconder sua verdadeira identidade e assumir ser apenas uma criança, apesar de sua mente não ter sido afetada, para que as pessoas a sua volta não corram perigo, pois se a organização a qual fez isso com ele descobrir que ele não morreu, certamente irá atrás dele e de todos que estão a sua volta.

Assim sendo, Shinichi Kudo adota o pseudônimo de Conan Edogawa e vai morar na casa de sua amiga de infância Ran Mouri, por quem é apaixonado, graças ao Dr. Agasa, o único que sabe sua real identidade, pois segundo ele seria ótimo morar com a Ran porque seu pai Kogoro Mouri é um detetive e Conan teria recursos para investigar a Black Organization.

É claro que Shinichi, agora vivendo como Conan, deve se precaver contra quaisquer suspeitas sobre ele, então ele volta a frequentar o ensino fundamental. Lá ele encontra bons amigos e juntos formam uma liga de jovens detetives, auto-denominada Detective Boys.

Apesar de estar morando em uma agência de investigação, a vida de Conan não é nada boa, isso porque Kogoro Mouri, pai de Ran, não tem aptidão nenhuma para exercer a profissão de detetive, portanto Conan sempre resolve os casos para ele. Para isso, Conan conta com várias invenções muito úteis do Dr. Agasa, como seu alterador de voz, relógio que dispara uma agulha tranquilizante, skate movido a energia solar e outros.

Por conta de estar sempre em contato com sua amada, a história entre Conan e Ran evolui bastante durante a série, mesmo ela não sabendo a real identidade de Conan.

Falando Sobre: Akagami no Shirayukihime

Música da vez: Ayaka Hirahara ~ I Believe

Agora Tia Haru traz para vocês um outro mangá shoujo. Seu nome é Akagami no Shirayukihime, que traduzindo ficaria algo como a Princesa Branca de Neve de Cabelos Vermelhos.




Serializado em 2007 pela revista Lala (mesma de Natsume Yuujinchou), o mangá escrito pela autora Akizuki Sorata já contem 12 volumes e ainda se encontra em publicação.

Shirayuki nasceu com uma cor de cabelo único. Seu cabelo é vermelho-maçã. Ela conhece o famoso, mas tolo, príncipe Raji que se interessa pela cor de seu cabelo e ordena que ela se torne a sua amante. Sem nenhum outro lugar para ir, Shirayuki corta seu cabelo e o deixa 'de lembrança' para o príncipe e foge para um país vizinho. Ao atravessar a floresta, ela conhece um jovem, Zen, que a ajuda depois que ela corajosamente cura suas feridas. Além de Zen, Shirayuki conhece mas então ele é envenenado por uma maçã . Enquanto isso, Príncipe Raji envia capangas para procurá-la. Mas Zen não é ninguém normal. Ele é o segundo príncipe do reino vizinho, e que o 'casal' Mitsuhide e Kiki são na verdade os guarda-costas dele.

O mangá está sendo traduzido pelo pessoal da Toshi wa Yume, que já tem até o capítulo 26 (1ª do volume 07).

Falando sobre: Sakamoto Desu Ka?

Música da vez: Suga Shikao ~ Thank you (Se for a versão do The Best of Live Recordings, melhor ainda *o*)

Vamos falar de mais um mangá?

Ele se chama Sakamoto Desu ga?, do autor Sano Nami, publicado pela Enterbrain (Publicadora também de Eien nno Densetsu ~ Sora no Kiseki, Togainu no Chi e adaptações de jogos como Final Fantasy e Atelier) e está atualmente com 3 volumes encardenados. É licenciado em Inglês pela editora Seven Seas.

Sakamoto ganhou o prêmio de melhor mangá em 2013, batendo Shingeki no Kyojin, que ficou em segundo lugar.



O estudante do primeiro ano do ensino médio, Sakamoto, não é apenas descolado, ele é o mais descolado! Não, ainda não é o suficiente para definí-lo. Ele é F-O-D-A! Quase imediatamente após o início das aulas, ele começou a atrair a atenção de todos. As garotas o amam, e a maioria dos meninos ressentem-se dele. Não importa o que os outros garotos tentem fazer com ele, Sakamoto sempre consegue despistá-los com facilidade e graça. Embora Sakamoto possa parecer frio e distante, ele ajuda os outros quando solicitado. Não importa com quais dificuldades Sakamoto se depare, ele move-se através de sua vida de colegial com confiança e classe! E ponha classe nisso.

Ah, existem boatos de que ele é capaz de ignorar qualquer lei de física possível. Um exemplo: Sentar no ar? Ele senta sim. E fica de boa xD~


Falando sobre: Kurosagi

Música da vez: Yamashita Tomohisa ~ Daite senorita (dorama) e NEWS ~ Taiyou no Namida (filme)

Agora, Tia Haru decidiu trazer mais um dorama, que também virou um filme e foi adaptado de um mangá. Seu nome é Kurosagi e mais uma vez, é sobre golpístas. Ou melhor, sobre um golpista que 'devora' outros gopistas.


"Nesse mundo existe três tipos de golpistas: aqueles que roubam o dinheiro de outras pessoas, Shirosagi; aqueles que enganam os outros manipulando seus sentimentos, Akasagi; e então, usando o Shirosagi e o Akasagi como sua própria fonte de alimento, está o maior golpista da história. O nome dele é Kurosagi." Com essa explicação, feita em animação mesmo, começam todos os episódios desse dorama. Kurosaki [Yamashita Tomohisa] teve sua família destruída por causa de golpistas, que fizeram com que seu pai [Sugimoto Tetta] matasse todos e depois se suicidasse. Apenas Kurosaki sobreviveu e nele nasceu um desejo de vingança. Porém acabou pedindo auxílio ao mesmo golpista que acabou com sua família, Katsuragi Toshio [Yamazaki Tsutomu] e depois de muitos anos se tornou Kurosagi, que, como explicado acima, rouba golpistas e devolve o dinheiro as famílias prejudicadas. Logo no primeiro episódio, ele ajuda a família de Yoshikawa Tsurara [Hirokita Maki], uma futura advogada que não concorda com os métodos de Kurosaki e tenta persuadi-lo a parar com esses crimes. Ela acaba se mudando para o mesmo prédio de Kusosaki e pouco tempo depois acaba se apaixonando por ele. Mas sua melhor amiga, Mishima Yukari [Ychikawa Yui] também se apaixona pelo golpista, que, aparentemente, quer distância de relacionamentos. Só pra complicar ainda mais, tem um policial [Aikawa Sho] que sabe dos golpes de Kurosagi e quer prendê-lo a todo custo, pois, apesar de ajudar as pessoas, ele também está cometendo um crime. Será que Tsurara fará com que Kurosaki pare com os golpes antes de ser preso?

Em todos os episódio tem um novo "caso" para ele resolver e em todos eles ele se disfarça. Pra mim essa é a melhor parte, pois ele muda totalmente de personalidade em cada golpe que faz, tudo para enganar direitinho os vilões. Ele vai do playboyzinho ao nerd sem perder o charme.




No Japão, o mangá já se encontra completo com 20 volumes, uma sequência de 18 também completa e mais uma sequência, que está em publicação, tendo já 4 volumes completos. Escrito por Natsuhara Takeshi e desenhado por Kuromaru, ganhou o Shogakukan Manga Award na categoria Seinen de 2008. Eu estou acompanhando a primeira parte, que se encontra em Inglês em diversos leitores online.